Minha saúde pode afetar meus relacionamentos?

Minha saúde pode afetar meus relacionamentos?
03.01.2018 Matheus Rodrigues
saúde

A saúde pode afetar o meu relacionamento?

Do que é feito um relacionamento? De confiança? Sim, e o que mais? Podemos citar o respeito, harmonia entre o casal, empatia e que ambos estejam na mesma sintonia não só com o namoro, mas com seu corpo também.

O que acontece quando um dos dois cai doente ou descobre alguma doença? Pode parecer algo bobo, mas a saúde afeta bastante em um relacionamento e abaixo veremos como isso implica em vários pontos da vida do casal.

Meu parceiro está doente, e agora?

saúde

Créditos: Giphy e Friends (série de TV).

Quando estamos nos relacionando com alguma pessoa, precisamos estar preparados para todo e qualquer tipo de situação envolvendo a saúde de nosso parceiro, somos humanos e ficamos doente, indo de gripes até doenças mais sérias.

Doenças como gripes, resfriados e viroses são mais fáceis de lidar, apenas leve seu parceiro ao médico e lembre-o de tomar toda a medicação necessária. No caso de uma doença mais forte, é preciso conhecer e se aprofundar sobre o problema para dar todo o apoio necessário.

Um relacionamento onde uma das partes está doente não é bonito e encantador como vemos em filmes e livros de romance. Há toda uma angústia e apreensão que ronda o casal durante o período. Há toda uma quebra – brusca – da rotina do casal, mudança de hábitos, custo com tratamento, tudo que pode desestabilizar um relacionamento.

Se você realmente ama seu parceiro, vai ser preciso ter sangue frio e muita paciência para lidar com o outro. Mostre-se sempre pronto para ajudar ou apenas ouvir os desabafos da pessoa amada sobre como ela está se sentindo por conta da doença.

Lidando com a mudança de rotina

Quando um adoece, o outro adoece e a rotina muda. Dependendo da doença, a frequência de sexo irá diminuir junto com momentos divertidos entre ambos. Isso não é o fim do mundo e se você realmente quer estar junto de seu companheiro, é preciso mostrar que esta quebra de rotina não é nada diante do seu sentimento e do que o futuro ainda reserva.

Tenha consciência de que seu parceiro está debilitado e com algumas limitações, então, respeite o limite do outro e sempre que precisar ser escutado, escute-o, deixe-o desabafar e mesmo que você não tenha nada a dizer, apenas se faça presente e mostre que está do seu lado.

Estamos lidando aqui com doenças sérias como depressão, transtorno de ansiedade, câncer e outras graves que abalam toda a estrutura do relacionamento.

Lidando com o medo de abandono

Vamos agora assumir o papel da pessoa que está doente. Não é fácil estar debilitado de alguma forma e lidar com as inseguranças em relação ao nosso parceiro, sempre ficamos com pensamentos negativos na cabeça achando que a pessoa vai nos abandonar ou que irá procurar outra pessoa por conta da baixa frequência de sexo ou por não estarmos comparecendo emocionalmente da mesma maneira que comparecíamos anteriormente.

Primeiro é preciso entender que estas inseguranças são normais, porém são muito tóxicos para nossa saúde física e principalmente mental. Tenha em mente que se seu parceiro está com você e lhe ajudando em seu tratamento, é porque há sentimento e que a pessoa não irá lhe abandonar.

Caso a pessoa não consiga aguentar, bom, deixe-a ir. Concentre-se em seu tratamento, foque na sua família e naqueles que estarão ao seu lado independente de tudo.

E de mim, quem cuida?

saúde

Créditos: Giphy e The Office (série de TV).

Não é fácil ver seu parceiro passando por um momento difícil como esse, podemos nos magoar na maior parte dos casos, mas procure sempre ser forte e estar ao lado dele se realmente o ama. Obviamente nós adoecemos junto com a pessoa amada, ver o outro sofrer é complicado e requer muito equilíbrio emocional. Conversar com familiares, com amigos ou até mesmo uma terapia, desabafar, colocar para fora os medos e inseguranças podem servir de grande ajuda.

Foque também em seu sentimento pela pessoa e agarre-se na esperança de vê-la curada e de, e além do mais, se o amor supera todas as barreiras, esta também será superada.

Matheus Rodrigues
Publicitário em formação, amante de rock alternativo, literatura, filmes de terror e apaixonado por escrever!

0 Comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*