Namoro a distância dá certo?

Namoro a distância dá certo?
09.05.2017 Marina Mellhem
namoro a distancia

Muitas pessoas acreditam que namoro a distância não dá certo e que ciúmes e desconfiança tornam o relacionamento ainda mais improvável.

Acredite se quiser: conheço um casal de amigos que são casados há 20 anos e não moram juntos. E se você me perguntar “dá certo?”, eu diria “já deu!”. Os dois moram na mesma cidade, porém em bairros bem distantes e costumam se ver aos fins de semana ou, quando a rotina aperta, de 15 em 15 dias. Eles resolveram manter um relacionamento a distância logo após terem se casado e ido morar juntos. O convívio durou cerca de um ano e eles decidiram se separar, pensando que tinham cometido um erro ao se casarem. Alguns meses depois eles reataram e começaram a viver um namoro a distância, cada um no seu apartamento. O resultado? Estão juntos até hoje!

Isso ocorre por alguns motivos que eu considero essenciais para os relacionamentos a distância darem certo: confiança, respeito, companheirismo e maturidade.

A verdade é que o namoro a distância depende desses fatores fundamentais para que os dois façam dar certo, tenha ele começado no virtual ou não. Não existem regras, porém pensei em alguns pontos importantes para ajudar a manter esse relacionamento de uma maneira positiva e proveitosa para ambos.

  1. Evitem a insegurança excessiva. 

    Se vocês estão juntos, mesmo longe, é porque escolheram um ao outro! A maioria dos namoros a distância se desgasta muito rapidamente pelo ciúme ou pela tentativa de controlar o parceiro. Lembre-se: ninguém pertence a ninguém, cada um tem sua vida e seus compromissos. Não encrenque se ele sair sozinho. Claro que você gostaria de estar junto, mas se a distância não permite que isso aconteça, não transforme isso na terceira guerra mundial. Confie em seu parceiro!

  2. Aproveitem a saudade.

    Ela pode ser uma ferramenta poderosa para transformar os seus encontros em um verdadeiro conto de fadas. Sentir falta de alguém é um grande indicio de que o namoro está dando certo e pode garantir momentos ainda mais bonitos e memoráveis.

  3. Estejam presentes na vida um do outro.

    Distância física não significa distância de espírito. Ora, quantos casais que conhecemos estão ali lado a lado todos os dias e não partilham da mesma vida, não é? Como diz minha querida escritora Martha Medeiros: mais do que a separação dos corpos, o que pode dar fim a um amor é o distanciamento de percepções. E não é? Não pode existir um casal mais desunido do que aquele que olhando para a mesma direção, não enxerga a mesma coisa. Compartilhe pequenas coisas do seu dia a dia e se interesse pela vida do seu parceiro.

  4. Planejem os próximos passos do relacionamento.

    Há muitos casais que mantém um namoro a distância numa boa, mas existem aqueles que querem resolver essa questão o mais rápido possível. Converse com o seu parceiro e planejem o futuro de vocês juntos. Pensem também nos lugares e datas dos próximos encontros. Façam planos para o futuro!

  5. Sejam otimistas.

    A distância é muito boa para que cada um, individualmente, se conheça melhor e consiga focar em seus hobbies e afazeres. De uma coisa eu tenho certeza: quando vocês voltarem a se encontrar terão muito assunto para por em dia!

Namorar a distância é um desafio, mas vale a pena! Vale a pena as contas altas do celular, as passagens de ônibus ou avião, a gasolina do carro. Vale também os desentendimentos, as mudanças inesperadas e o esforço desmedido para fazer dar certo.

Lembre-se: o amor – perto ou longe – com todos os seus desafios e de todas as formas possíveis, sempre vale a pena!

Marina Mellhem
Jornalista e analista de atendimento do Match Group Latam. Apaixonada por comunicação e que acredita, acima de tudo, no amor.

0 Comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*