Reciprocidade: Essencial para um relacionamento!

Reciprocidade: Essencial para um relacionamento!
12.07.2017 Mariana Pepe
reciprocidade

Dizem por aí que a reciprocidade é uma das fórmulas de sucesso de um relacionamento feliz e saudável.

Com toda certeza, precisarei concordar com esta afirmação, pois não consigo imaginar qualquer tipo de relação sem doação de ambas as partes envolvidas. Isso vale não só para relacionamentos amorosos, mas também para as amizades, a família e até mesmo para desconhecidos.

Falando mais especificamente sobre as relações amorosas, a reciprocidade precisa fazer parte da rotina dos casais porque, quando nos envolvemos com uma pessoa e realmente a amamos, precisamos estar dispostos a acolher, aceitar as diferenças e abrir mão de algumas coisas para que ela seja feliz e se sinta amada. Isso também vale para o nosso companheiro, já que algumas vezes também precisaremos que ele nos ajude ou nos ofereça um colo nos momentos de dificuldades ou de fraqueza.

A admiração mútua é tão importante quanto à reciprocidade.

reciprocidade

A admiração mútua também é um dos importantes ingredientes para que um casal tenha uma convivência bem leve e com vários momentos felizes. Além disso, ela leva as pessoas a sentirem necessidade de serem recíprocas umas com as outras. Por isso, é muito importante que haja admiração nas relações amorosas, já que sem ela as uniões ficam mais complicadas e tendem a fracassar, o que acaba gerando tristeza e mágoa entre as pessoas envolvidas.

Porém, também precisarei alertar para um dos grandes inimigos do amor de verdade, forte e sadio: A falsa reciprocidade ou o sentimento de obrigação. Às vezes, os relacionamentos passam por momentos ruins e acabamos nos afastando do nosso parceiro, caindo então nessa armadilha. A falsa reciprocidade ou o sentimento de obrigação ocorrem quando uma das pessoas do casal começa a fazer certas coisas para agradar apenas para que tudo continue bem de certa forma, mesmo que não tenha mais vontade de agir de tal maneira ou abrir mão de algumas coisas. Isso começa a ficar bem nítido, vira rotina e pode machucar os sentimentos um do outro.

Se você já não sente mais o que sentia pelo seu parceiro ou percebe que ele não sente mais o mesmo por você, ou se vê que o relacionamento está caindo numa rotina sem fim e está esfriando: Respire fundo, avalie a situação e converse com o seu amor. Tudo pode ser resolvido na base do diálogo. E não se sinta obrigado a ficar numa relação que não te faça mais feliz! A reciprocidade precisa ser verdadeira e vir do coração, sem esperar nada em troca. Quando ela vira uma moeda de troca, pode ter certeza que há algo errado ocorrendo! Preste atenção nos detalhes e nos sinais que o seu parceiro está dando!

Saiba como ter um relacionamento saudável.

Dizem que vemos se realmente alguém é nosso companheiro em todos os momentos quando passamos por um período de muita dificuldade: Seja uma doença, um problema financeiro ou o falecimento de um ente querido. Se amamos alguém de verdade, é nessas horas que precisamos ser recíprocos e mostrar que estamos ao lado do nosso parceiro para o que der e vier. A reciprocidade é muito importante para que nós e o nosso amor nos sintamos verdadeiramente amados, queridos, seguros e com forças para enfrentar os desafios da vida. Devemos ser gentis, carinhosos, acalentadores e gratos pelos momentos felizes ao lado da pessoa amada.  Assim, tudo se torna mais leve, alegre e fácil de lidar.

reciprocidade 2

reciprocidade precisa fazer parte de nossas vidas, afinal é essencial fazermos o bem a quem amamos e a quem está ao nosso redor sem esperar receber algo em troca. É importante sermos recíprocos com aqueles que já fizeram coisas boas por nós e, também, com as pessoas que convivem conosco. Exercite sua reciprocidade e seja feliz todos os dias com quem você ama!

*Os GIFs usados nesse artigo foram tirados do site Giphy.

Mariana Pepe
Estudante de Jornalismo. Apaixonada por Harry Potter, livros de fantasia, História e viagens.

0 Comentários

Deixar uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*